Flávio Leandro De Mala E Cuia

News3

Hoje o ‘A ARTE DO MEU POVO’ traz um pouco da história dele que sem sombra de dúvidas é um dos Grandes Compositores dessa nova geração de forrozeiros, se não for o maior, além de ser humano ímpar elogiado por todos que o conhecem. O homenageado de hoje é ninguém menos do que o menino de Bodocó, no sertão pernambucano, Flávio Leandro.

E para contar um poucod a história de Flavio busquei informações em algumas fontes e a que me pareceu muito boa foi a do site http://dicionariompb.com.br/flavio-leandro, que nos conta o seguinte:

Flávio Leandro - Francisco Flávio Leandro Furtado - Cantor. Compositor. Formado em Contabilidade, lecionou Matemática e informática em escolas de Bodocó (PE), sua cidade natal. Prestou serviços ao Banco do Brasil e ao IBGE, e trabalhou também como escrevente em cartório e, posteriormente, como auditor fiscal do Estado de Pernambuco.

Começou a compor aos 13 anos de idade. Em 1985, participou pela primeira vez de um festival, o Sementes da Terra, com o qual se apresentou cantando composições suas.  Em 1987, ficou classificado em um dos primeiros lugares no Festival Estudantil da Canção, na cidade de Crato (PE). Em 1990, foi convidado por um grupo de colegas a participar de um show de calouros no Teatro Aladino Gomes de Sá, em Bodocó (PE), e classificou-se em primeiro lugar. Em 1992, passou a integrar a Banda Raio Laser, como vocalista.  Mesmo tendo suas composições gravadas por outros artistas, lançou seu primeiro CD apenas em 1998, “Travessuras”.

Em 2000, lançou o CD “Brasilidade”, apenas com forrós pé-de-serra. Em 2001, lançou mais um disco, dessa vez de forma acústica. Em 2003, gravou seu quarto trabalho, “Forró iluminado”.  Em 2004, recebeu o “Título de Cidadão Exuense”, na cidade natal de Luiz Gonzaga, Exu (PE), e, em agradecimento ao título, gravou o CD "Na casa do rei", interpretando canções do Rei do Baião. No ano seguinte, gravou a coletânea “Feliz da vida”. Em 2006, lançou seu primeiro DVD, “Dez léguas de Orrobodó”; dois anos depois, lançou mais um CD "Xô aparreio!". Em 2011, lançou mais um CD “Cheiro de nós”.

Na mesma época, lançou seu segundo DVD.  Sempre privilegiando o forró pé-de-serra, ao longo da carreira teve composições suas gravadas por artistas como Elba Ramalho, Flávio José, Adelmário Coelho, Santanna O Cantador, Jorge de Altinho, Waldonys, Cristina Amaral, Maciel Melo, Petrúcio Amorim, Nádia Maia, Irah Caldeira, Leninho, Geraldinho Lins, Limão com Mel, Cheiro de Menina, entre outros.  Realizou, em média, 150 apresentações por ano, em quase todas as regiões do país. Em 2012, participou da coleção tripla de CDs "Pernambuco forrozando para o mundo - Viva Dominguinhos!!!", produzida por Fábio Cabral, cantando a música "De mala e cuia", dele mesmo. A coletânea trouxe forrós diversos interpretados por 48 artistas, e que fazem referência aos 50 anos de carreira do seu inspirador: Dominguinhos. Interpretando músicas de compositores em sua grande maioria pernambucanos, fizeram parte do projeto também artistas como Acioly Neto, Dudu do Acordeon, Elba Ramalho, Jorge de Altinho, Petrúcio Amorim, Liv Moraes, Hebert Lucena, Geraldo Maia, Sandro Haick, Spok, Jefferson Gonçalves, Chambinho, Joquinha Gonzaga, Maciel Melo, Luizinho Calixto, Silvério Pessoa, Walmir Silva, entre outros, além do próprio Dominguinhos.


E Viva “A ARTE DO MEU POVO”!!

Deixe seu comentário