Santana O Cantador Da Boa Cultura Popular Nordestina

News3

Hoje o “A Arte Do Meu Povo” homenageia o Grande Santana – O Cantador. Você pode ta se perguntando, mas o objetivo do blog não é divulgar e homenagear pessoas que não tem acesso a grande mídia? Santana tem um bom acesso. E eu respondo, é verdade que Santana já é bem conhecido do grande público, mas não tanto quanto merece. Pelo que esse rapaz faz para divulgar a nossa Cultura Popular Nordestina, ele merece ser reverenciado, e na minha opinião toda homenagem é pouca. Então é com orgulho que está aqui para você Santana – O Cantador.

Na pesquisa feita encontramos o site oficial do cantador http://www.santannacantador.com.br/, de lá retiramos as seguintes palavras:

O maior influenciador do seu estilo é o imortal Rei do Baião, Luiz Gonzaga.

Em 1984, veio conhecer Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, de quem se tornou amigo particular. A admiração pelo Rei transformou-se em grande amizade. Participou de vários shows seus, fazendo a abertura e, em seguida, fazendo vocal.

Tornou-se cantor profissional em 1992.

Santanna é um artista nordestino nascido em Juazeiro do Norte - CE, em 29 de fevereiro de 1960, recebido pelas mãos firmes, calosas e carinhosas da parteira Maria Baião. Dizem, que foi aí que se ouviu o seu primeiro aboio.

Santanna, o Cantador, descende de família de artistas e teve, na sua infância, a influência do aboio do vaqueiro nordestino, do canto das lavadeiras, do canto das rezadeiras e, finalmente, do canto dos cantadores violeiros e emboladores”

Achando poucas as informações aqui retiradas, continuamos a pesquisa e no site

http://dicionariompb.com.br/santanna-2/biografia encontramos mais estas:



Apresentando-se sempre como "Santana, O Cantador", passou a ocupar lugar de destaque no universo atual da música regional nordestina, por seu jeito de cantar fiel a influências de clássicos como Luiz Gonzaga. Em 2001 lançou o CD "Xote pé de serra", com produção e direção artística de Robertinho do Recife, onde interpreta composições suas como, " Nunca chore por mim" em parceria com Luiz Alberto Machado, além de outras de conhecidos compositores do universo regional nordestino, como Eliezer Setton(" Bote Tempo" e Accioly Neto ( "A Natureza das coisas"), entre outros. Em 2003, com o CD" Xote pé- de- serra- Ao vivo", também produzido e dirigido por Robertinho do Recife traz participação especial do trio "Os 3 do Nordeste nas faixas "Ana Maria" de Janduhy Finizola e Tamborete de Forró" de Artúlio Reis. O disco apresenta destaques inéditos, como "Meninos" de Juraildes da Cruz e " Princesa do Agreste" de Humberto Bonnyl. Em 2006, lançou, pela Atração, o DVD "Forró Popular Brasileiro", com músicas de compositores como Xico Bizerra, Accioly Neto, Juraildes da Cruz, Petrúcio Amorim e Anchieta Dali.